Blog

  • Segurança
  • /
  • Como proteger minha rede WiFi de invasores

Como proteger minha rede WiFi de invasores

A produtividade que a tecnologia traz para o trabalho moderno é inegável. Mas, junto com esse investimento, deve-se pensar na segurança de sua rede. Afinal, seus dados, de sua empresa, colaboradores e clientes podem estar ali, descobertos. E um dos alvos favoritos de intrusos é a rede sem fio – e nem nosso ministro de segurança pública ficou salvo. Mas e aí, como proteger minha rede WiFi de invasores?

Há as maneiras fáceis e as maneiras complexas de se fazer isso. Tudo depende do propósito que você deseja alcançar. Para usuários domésticos, as dicas mais simples devem bastar. Mas para redes empresariais, é recomendado algumas camadas a mais de proteção. Mas vamos para as dicas:

1 – Defina uma senha

Muitas empresas simplesmente não definem uma senha para o Wi-Fi, normalmente para facilitar o acesso dos clientes. Além de tornar a conexão mais lenta (afinal, não são apenas seus clientes utilizando sua rede), isso torna o sistema menos confiável, abrindo brecha para quem quiser seus dados. O melhor é saber quem utiliza sua rede sempre – e a senha é um bom requisito.

2 – Utilize hotspots

A dica vai no mesmo sentido da anterior: saber quem acessa sua rede. Os hotspots salvam alguns dados da conexão, depois de um cadastro no primeiro acesso. É importante inclusive judicialmente. Se alguém comete um crime utilizando sua rede sem fio, você pode parar no banco de réus de uma acusação.

3 – Proteja todos os dispositivos que acessam a rede

Se os aparelhos que acessam sua rede Wi-Fi estiverem infectados, eles podem passar o problema para sua rede. É por isso que os vírus são chamados assim. Portanto, vacine seus computadores, celulares e demais aparelhos para evitar uma brecha.

4 – Atualize seu roteador

Os invasores exploram as falhas dos aparelhos desatualizados, através do endereço IP. Muitas dessas ameaças estão escondidas em anúncios dentro de sites ou mensagens maliciosas em seu e-mail e aplicativos de mensagem, como o WhatsApp.

5 – Ative o firewall do roteador

Grande parte dos aparelhos possui um firewall, que define algumas regras de segurança para acessar determinados dados. É uma maneira bastante simples e efetiva, pois o sistema já consegue barrar tentativas de ataques, instalação de malwares e outras atividades suspeitas. Se quiser saber mais sobre como os firewalls funcionam, nós explicamos aqui.

 

Sophos Wireless

Você deve ter notado que as últimas dicas são um pouco mais complexas, certo? Isso porque elas requerem algum conhecimento mais específico sobre a atualização de firmwares, por exemplo. Embora algumas dessas configurações possam ser definidas pelo usuário, elas são um pouco complicadas de se mexer – afinal, se fosse fácil, traria mais exposição do que solução.

A Sophos Wireless oferece proteção de uma maneira muito mais simples. O acesso de clientes é controlado, com a criação de hotspots. De quebra, você pode monitorar a saúde de sua rede e ter relatórios completos sobre o uso da conexão.

O Sophos Wireless também está constantemente em busca de atualizações do fabricante – e envia um alerta quando há uma necessária. O equipamento ainda possui uma criptografia avançada, gerenciamento centralizado e facilitado em uma interface intuitiva. É a maneira mais fácil e segura de proteger sua rede Wi-Fi de invasores.

Se interessou? Veja mais no site da Sophos ou fale com a gente!

Compartilhe

Conteúdo relacionado

Quais são tipos de backup e como saber qual é o melhor? 

Diferentes tipos de backup podem ser utilizados para situações distintas. Mas, afinal, qual é a diferença entre eles? Como saber …

blank

E-mail corporativo com amplo armazenamento? Conheça o Exchange Online

Está em busca de uma solução de e-mail corporativo que ofereça tudo o que a sua empresa precisa? O Microsoft …

blank

SaaS: o que é e como funciona 

O nome pode até ser desconhecido, mas com certeza você já ouviu falar da sigla SaaS!  Na verdade, o SaaS …

blank

SaaS, IaaS e PaaS: Conheça os 3 tipos de arquitetura em nuvem

Você já deve saber que SaaS, IaaS e PaaS são três tipo de arquitetura em nuvem, não é? Mas, você …